<BODY><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\07526873830\46blogName\75Emprego\46publishMode\75PUBLISH_MODE_BLOGSPOT\46navbarType\75BLUE\46layoutType\75CLASSIC\46searchRoot\75http://empregoportugal.blogspot.com/search\46blogLocale\75pt_PT\46v\0752\46homepageUrl\75http://empregoportugal.blogspot.com/\46vt\758308816723866766634', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script><BODY> Emprego
 
sexta-feira, maio 02, 2008

Alcance lugares de topo

O Centro de Estudos CEAC é uma instituição privada especializada na Formação Profissional.

A CEAC é um dos líderes mundiais no ensino à distância, com 60 anos de experiência em todo o mundo e com uma clara missão: promover a cultura e oferecer uma formação de qualidade, ao maior número de pessoas possível.


Cursos CEAC




segunda-feira, fevereiro 11, 2008

Empregos

quarta-feira, janeiro 30, 2008

Anuncio PT Emprego - Oportunidade

A Portugal Telecom está a recrutar:





Comunicador de contact center (M/F Lisboa e Castelo Branco)

PROCURA
1) Estudantes ou profissionais de qualquer idade
2) Capacidade de trabalho, motivação e espírito ambicioso
3) Fácil integração num ambiente jovem e dinâmico

OFERECE
1) Formação contínua na área de vendas
2) Horário fléxivel adaptado à sua disponibilidade
3) Remuneração variável em função do mérito e produtividade


PT Emprego recrutamento

Faça aqui a sua candidatura

sábado, dezembro 01, 2007

Oportunidade de Emprego Optimus


Operadores de Telemarketing Optimus

Faça aqui a sua candidatura !!!



Junte-se à Optimus Home e ingresse numa careira de sucesso.

Operadores de Telemarketing

Oferece:
1) Formação contínua na área de vendas
2) Horário fléxivel adaptado à sua disponibilidade
3) Remuneração variável em função do mérito e produtividade

Procura:
1) Estudantes ou profissionais de qualquer idade
2) Capacidade de trabalho, motivação e espírito ambicioso
3) Fácil integração com um ambiente jovem e dinâmico.






Recrutamento Optimus

Junte-se a nossa equipa !!!

segunda-feira, junho 05, 2006

Acabei o curso e agora?

Para um recém-licenciado encontrar um emprego que vá ao encontro da sua formação e expectativas nem sempre é fácil.
São muitas as dificuldades em ingressar no mundo do trabalho, mas o fundamental é não cruzar os braços à espera que o emprego lhe caia do céu.
Assim, aqui ficam alguns conselhos.

Aposte na sua formação
Inscreva-se em cursos que estimulem e aperfeiçoem os seus conhecimentos.
Lembre-se de algumas áreas que são essenciais em qualquer emprego e invista nelas, são exemplo disso as línguas e a informática.

Seja auto confiante e persistente
Se esmorecer ao primeiro ou segundo não, de certeza que não vai longe.

Seja humilde
Lembre-se que estamos sempre num processo de aprendizagem, o que implica que só tendo essa consciência se pode crescer em termos profissionais e construir uma carreira.

Questione-se e elabore os seus projectos de carreira a partir das respostas que dá a variadas questões:

O que quero fazer?

O que gosto de fazer?

O que posso fazer?

Quero trabalhar em Portugal ou no estrangeiro?

Quero trabalhar por conta própria?

Em que sector quero trabalhar?

Siga passos bem definidos
Para conseguir um primeiro emprego, estabeleça uma lista de passos e siga-os:
1º Faça uma lista de empresas nas quais gostaria de trabalhar.
2º Elabore o melhor currículo que conseguir e envie para as empresas que enumerou.
3º Fale com amigos e familiares. Eles também têm conhecimentos e talvez possam ajudá-lo.
4º Pesquise na Internet e envie o CV por email para as empresas que desejar.
Fonte: expressoemprego
sexta-feira, junho 02, 2006

E de repente... um novo emprego!

Poderia pensar-se que o motivo mais comum para uma mudança de emprego é a insatisfação com a actual situação e a decorrente procura de uma nova oportunidade de carreira. No entanto, na verdade, é mais frequente as pessoas mudarem de emprego por receberem uma nova proposta de que nem estavam à espera.
O que fazer quando é confrontado com uma proposta de emprego inesperada? O SuperEmprego ajuda-o a tomar a melhor decisão.

# Como se trata de uma situação imprevista, é importante que pondere bastante antes de dar uma resposta definitiva. Não dê uma resposta imediata e evite deixar transparecer algum tipo de relutância ou entusiasmo.

# Mesmo que uma mudança de emprego não fizesse parte dos seus planos a curto prazo, não deixe de analisar a proposta. Por vezes, uma proposta inesperada pode trazer perspectivas que até aí nunca tinha imaginado.

# Se está numa fase de desânimo ou insatisfação, é natural que a proposta lhe pareça logo muito estimulante. Não se deixe entusiasmar sem conhecer bem o que lhe vai ser oferecido, é importante conhecer todos os factores em jogo, para não correr o risco de sair de uma situação má para outra igualmente má ou até pior.

# Quando for contactado, tente ganhar algum tempo para reflectir. Peça para ser contactado noutra altura, alegando que aquele não é um bom momento. Poderá também pedir o contacto da pessoa para certificar-se que a ligação não se perde.

# Não se esqueça de colocar questões sobre a função, empresa, condições salariais, local de trabalho, tipo de vínculo à empresa e outros benefícios. Todos estes aspectos serão fundamentais para apoiar a sua decisão.

# Pondere que tipo de aprendizagem poderá vir a ter com aquela função e na empresa em questão e que tipo de desenvolvimento poderão trazer à sua carreira.

# Tente saber mais sobre a empresa. Questões como a história, cultura e rotatividade devem também ser consideradas. O posicionamento da empresa no mercado e a sua actual situação económico-financeira são outros temas que não deve ignorar.

# Procure perceber se uma eventual mudança poderia contribuir para alcançar os seus objectivos de carreira ou, mesmo sem contribuir neste sentido, se ajudaria a garantir alguma estabilidade que neste momento não tem.

# Após saber tudo aquilo que acha importante para tomar uma decisão, peça um prazo razoável para dar uma resposta.

# Pondere muito bem sobre todas as implicações que este convite pode trazer à sua vida. Pese todos os prós e os contras que a mudança poderá trazer à sua carreira e à sua vida pessoal. Se necessário, reúna a sua família ou amigos mais próximos para darem uma opinião.

# Responda dentro do prazo estipulado à empresa. Se resolveu aceitar o convite, certifique-se de que todas as condições anteriormente discutidas mantêm-se, e transmita a sua decisão à sua actual entidade empregadora.

# Se decidiu que no momento não é oportuno aceitar a proposta, informe a empresa, agradeça o convite e não envolva o seu actual empregador.
Fonte: SuperEmprego
segunda-feira, maio 29, 2006

Aprenda a conquistar os seus novos colegas de trabalho.

Conquiste os seus novos colegas
Mudou de emprego e vai trabalhar com pessoas que são totalmente desconhecidas para si? Não tem com que se preocupar, esta é uma situação que acontece com alguma regularidade. Quando der por si já conquistou um lugar na "agenda" dos seus novos coleguinhas. Saiba como.
De certeza que já pensou: Vou conhecer colegas novos. Será que eles vão gostar de mim?
Esta é uma pergunta comum que todas as pessoas que mudam de trabalho ou que são transferidas de secção formulam. Ambas as situações têm uma particularidade em comum: colegas novos.

Apalpe o terreno
Não se atire de cabeça. Comece pelo princípio: apresente-se e, pouco a pouco, vá conhecendo melhor cada um dos seus novos colegas.

Não seja tímido
Só você é que perde se for uma pessoa tímida. A timidez não ajuda, só atrapalha. Mostre que é uma pessoa extrovertida e que está sempre pronta para encarar as situações mais delicadas e que exijam um certo grau de responsabilidade e de à vontade.

Seja comunicador
Se entrar pela sala adiante sempre de boca fechada, ou quase sempre, vão pensar que você, para além de acanhado, é também amigo de poucas conversas. Vão mesmo dizer que é antipático. Não se limite a dizer bom dia ou apenas o essencial: comunique com os seus colegas e vai ver que no fim dessa nova experiência eles mudaram de opinião a seu respeito.

Não seja bichinho-do-mato
Se não faz um esforço para comunicar e ser simpático, os seus colegas, para além de o apontarem como bicho-do-mato, vão também dizer que você não é sociável. Não se esconda atrás da sua secretária. Que tal mostrar que é uma pessoa bastante sociável e capaz de se socializar com outras pessoas?

Não seja intriguista
Não diga aquilo que não sabe ou não tem a certeza de que pode ser verdade. É muito feio alimentar boatos ou dizer mal de uns e de outros. Desta maneira não vai arranjar ninguém que lhe fale ao final dos seus primeiros dias de trabalho. Não faça comentários sobre os outros: lembre-se que um dia alguém lhe pode fazer o mesmo e você certamente não gostar nada dessa atitude.

Seja sincero e honesto
Só tem a ganhar se for sincero e honesto com os seus novos colegas. Não adianta ir para lá com mentirinhas até porque, como se costuma dizer, "a mentira tem perna curta". Já se imaginou quando o desmascararem à frente de outras pessoas?

Seja amigo dos seus amigos
Não dê "facadinhas" pelas costas e seja amigo dos seus amigos. Hoje em dia uma amizade vale muito. Oiça os seus amigos quando estes precisarem de desabafar ou de conselhos. Se por acaso lhe pedirem uma ajuda, dê-lhes uma mãozinha. Vai ver que eles agradecem.

Não seja "cola"
Não é desta maneira que vai conseguir conquistar os seus colegas, antes pelo contrário, vai fazer com que estes se afastem. Não seja sombra de ninguém: cada pessoa já tem a sua própria sombra, não precisa de uma sombra suplente.

Não seja forreta
O dinheiro fez-se para gastar. Não seja "tio Patinhas" e quando chegar a sua vez de pagar uma rodada não diga que está em retenção de custos, chegue à frente e mande vir.
Para criar um bom ambiente de trabalho é necessário que se dê bem com os seus colegas, por isso, conquiste-os.
VD
Fonte: ExpressoEmprego
sexta-feira, maio 26, 2006

A obsessão por um "emprego estável"

Já o mencionei aqui antes, mas quero aprofundar mais esta questão, já que a considero um dos maiores problemas neste país: a obsessão por um “emprego estável”.
Pelo que leio e vejo, isto não é assim tão mau lá fora, mas cá é terrível. A ideia de alguém trabalhar por conta própria, não tendo um emprego, um patrão, e um ordenado ao fim do mês é completamente impensável. Somos fanáticos pela questão da “segurança”, de termos o ordenado fixo todos os meses. Deixar de ter essa “rede de segurança”? Nem pensar!
Acho que grande parte disso vem da nossa história - tanto o salazarismo como o semi-comunismo/socialismo que se seguiu são filosofias colectivistas. O incerto aterroriza-nos; mesmo que detestemos o que fazemos, mesmo que ganhemos mal, “há tanta gente desempregada…” o melhor é ficar-se onde se está. E assim toda a gente parece pensar.
Outro “problema” de se trabalhar por conta própria é que isso obriga a ser-se bom, criativo, competente, original. Para mim, a ideia de ganhar em função do que faço (ao invés de algo fixo) é um sonho; para a maioria das pessoas é um pesadelo, porque estão conscientes da sua incompetência. Mas as leis deste país são suficientemente colectivistas para que quase ninguém (especialmente, mas não só, na função pública) seja despedido por incompetência. Um “emprego estável” equivale, para muita gente, a “posso trabalhar tão pouco e tão mal quanto quiser, mas tenho o ordenado no fim do mês”.
E toda a evolução, ou “crescimento”, segundo esta mentalidade, vem de promoções, que acontecem apenas por duas razões: tempo na empresa, ou cunhas. Ninguém, cá, é promovido por fazer um bom trabalho, por fazer o trabalho de várias pessoas, por desenvolver processos novos que poupam milhões a uma empresa ou departamento.
Em resumo, senhoras e senhores, somos uns cobardes inúteis. Umas criancinhas aterrorizadas.
Por eu querer trabalhar por conta própria - e isso não está tão longe como já esteve -, tenho lido bastante sobre o assunto, e uma das coisas que mais me ficou na cabeça foi o que ouvi num podcast do Steve Pavlina: que o tempo em que estamos a trabalhar para outros, para uma empresa, é tempo desperdiçado. Tempo em que não evoluímos, em que só mantemos, só estagnamos. Tempo em que não estamos a melhorar as nossas vidas, não estamos a crescer, não estamos a fazer o que podíamos fazer, com algum trabalho, criatividade e inteligência. Qualidades desperdiçadas se trabalhas para alguém e tens um ordenado fixo. Só a empresa é que ganha, tu não.
Infelizmente, parece-me que só eu é que vejo isto assim; quase toda a gente que conheço parece partilhar da tal obsessão por estabilidade (por muito má que esta seja), e mesmo amigos e família, em geral, reagem com um “estás maluco!?” quando lhes digo que não quero acabar o ano empregado.

* “E se alguma coisa corre mal?”
* “Mesmo que faças outras coisas nos tempos livres, não é melhor manteres o emprego, por uma questão de segurança?”
* “Isso é tudo muito incerto! E se os blogs forem só uma moda, e esta passar?”
* “Sem um emprego fixo, nunca podes saber como vai ser o dia de amanhã.”
* “Há tanta gente desempregada, tu não sabes é a sorte que tens!” (esta é linda…)

Paciência. O incerto, o novo, significa caos, mas sem caos não há mudança, e sem mudança não há crescimento.
terça-feira, maio 23, 2006

Trabalhar no computador

O computador, por si só, não é responsável por nenhuma doença física ou psicológica. Cabe ao utilizador adoptar hábitos saudáveis. Estar todos os dias ao computador, numa postura incorrecta, provoca problemas como fadiga ocular e intelectual, dores musculares e tendinites. Saiba como os evitar.

Posicione-se entre 45 a 60 centímetros do monitor. Este deve estar ligeiramente abaixo (15 a 20 graus) da altura dos olhos para evitar a tensão no pescoço.

O teclado e o rato devem ter suportes para os pulsos e estar colocados de maneira a que possa apoiar os cotovelos na mesa de trabalho.

Mantenha as mãos relaxadas no teclado e no rato. Os dedos devem estar ligeiramente flectidos e não esticados. Pressione as teclas suavemente e não estenda demasiado os dedos para chegar às teclas que estão mais longe - é preferível que desloque os braços. Deste modo alivia a tensão nos nervos, tendões e músculos da mão.

Não fique a olhar para o monitor e a puxar pela cabeça a pensar no que vai escrever - vai cansar inutilmente a sua vista. Antes de escrever no computador faça um rascunho ou um esquema por tópicos e ponha as ideias no papel.

Para corrigir os erros, faça uma impressão, marque os erros no papel e depois corrija-os no computador.

O monitor, ao fim de alguns anos, pode ficar baço e menos nítido, exigindo um esforço maior nos olhos. Quem o utiliza diariamente pode não notar a diferença porque se vai habituando gradualmente ao desgaste do monitor, por isso, esteja atento.

Ao fim de duas horas ao computador, levante-se e descanse 10 minutos.

Fonte: Expresso Emprego
domingo, maio 21, 2006

Empreendedores - Fases e formalidades para constituir empresa

A forma mais cómoda e célere de constituires a tua empresa será recorrer a um Centro de Formalidades das Empresas (CFE). Os CFE permitem reduzir o tempo de demora do processo de constituição da tua empresa, existindo em Lisboa, Porto, Coimbra, Setúbal, Covilhã, Braga e Loulé. Todavia nos CFE só podem ser constituídas sociedades (anónimas, por quotas, em nome colectivo e em comandita).

Fases e formalidades:

Definir o ramo de actividade:
Ao teu negócio (actividade principal) corresponde uma classe na CAE - Classificação das Actividades Económicas (rev.2 de 1992). O Instituto Nacional de Estatística disponibiliza na tua página na Internet uma lista desagregada da CAE, que poderás consultar para este efeito.

Verificar a necessidade de licenças e alvarás e os procedimentos envolvidos na sua obtenção:
Trata-se de uma questão muito importante. Consulta, por exemplo, o teu advogado ou a associação ligada ao seu sector.

Decidir qual o estatuto jurídico da tua empresa:
Esta escolha constitui uma decisão muito importante, com consequências não negligenciáveis na evolução da tua empresa. Consulta a nossa lista de factores determinantes.

Identificar a firma:
Atribuir o nome pelo qual a tua empresa será conhecida e responderá legalmente.

A admissibilidade legal de firmas obedece a determinados princípios e regras:
Os elementos que compõem a firma devem ser verdadeiros e não induzir em erro sobre a identificação, natureza jurídica ou actividade do seu titular. Deve ser distinta e insusceptível de confusão ou erro com outras já registadas.

Um dos futuros sócios deve requerer o Certificado de Admissibilidade de firma ou denominação de pessoa colectiva e do Cartão Provisório de Identificação de Pessoa Colectiva, junto do Registo Nacional de Pessoas Colectivas ou das suas delegações, como Gabinete do RNPC a funcionar no CFE.

Necessitas para tal de Impresso Modelo 11 em duplicado; Impresso Modelo 10; e Guia de depósito dos respectivos emolumentos - 39,90 euros (29,93 euros para certificado e 9,98 euros para cartão provisório).
O certificado tem um prazo de validade de 180 dias para efeitos de registo, e é válido por 1 ano após a celebração da escritura.

Elaborar os Estatutos no caso de sociedades

Realizar um depósito bancário para a efectivação das entradas mínimas estabelecidas na legislação

Celebrar a escritura pública de constituição da sociedade num Cartório Notarial.

Para a realização da escritura são necessários os seguintes documentos:

* Certificado de Admissibilidade da firma;
* Cartão Provisório de Identificação de Pessoa Colectiva;
* Fotocópia dos documentos de identificação dos outorgantes (pessoas singulares: B.I. e N.I.F.- pessoas colectivas:
* Certidão da Conservatória do Registo Comercial, Cartão Pessoa Colectiva, Escritura Pública inicial, B.I. e cartão de contribuinte de quem obriga ou representa a sociedade);
* Relatório do Revisor Oficial de Contas para as entradas em bens diferentes de dinheiro;
* Documento comprovativo do pagamento da sisa, quando há entradas em bens imóveis para a realização do capital social, salvo se estiver isento;

Declarar o início de actividade, antes do início da actividade, ou no prazo de 90 dias a contar da inscrição no RNPC (data da emissão do cartão provisório).
Deves fazê-lo na Repartição de Finanças da "sede" da sua empresa ou no Gabinete da DGCI (Direcção Geral dos Impostos) do CFE. Necessária a apresentação dos seguintes documentos:

* Modelo 1698 ­ INCM - em triplicado, com os dados relativos ao técnico oficial de contas, devidamente certificado.
* Cartão Provisório de Identificação de Pessoa Colectiva.
* Fotocópia da escritura pública.
* Fotocópia do B.I. e dos N.I.F. dos sócios e dos técnicos de contas.

Efectuar o registo na Conservatória do Registo Comercial da área da "sede" da sua empresa, no prazo de 90 dias após a celebração da escritura pública, a qual se encarregará das publicações obrigatórias (Diário da República e jornal local)
Documentos necessários: Escritura Pública da constituição da sociedade;Certificado de Admissibilidade da Firma; Declaração de Início de Actividade.

Inscrever a empresa no Ficheiro Central de Pessoas Colectivas e obter o cartão de identificação definitivo

Comunicar ao IDICT - Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho os dados estipulados na legislação

Proceder à inscrição na Segurança Social (Centro Regional de Segurança Social da "sede" da tua empresa ou no âmbito do CFE), que deverá ser efectuada no prazo de 30 dias, a contar da data do início da actividade.
São necessários os seguintes documentos:

* Boletim de Identificação do Contribuinte
* Escritura Pública de constituição da sociedade
* Cartão de identificação de Pessoa Colectiva
* Acta da nomeação dos membros dos órgãos estatutários e sua situação quanto à forma de remuneração
* Fotocópia do cartão de contribuinte dos membros dos órgãos estatutários da sociedade.
* Documento fiscal de início de actividade

Solicitar a tua inscrição no Cadastro Comercial ou Industrial, junto da Direcção Geral do Comércio e Concorrência ou da Delegação Regional do Ministério da Economia da área do estabelecimento, que deverá ser efectuada no prazo de 30 dias a contar da abertura do estabelecimento comercial ou do início da laboração.
São necessários os seguintes documentos:

* Impresso da Direcção Geral do Comércio e Concorrência, em duplicado ou Impresso da Delegação Regional do Ministério da Economia, em duplicado - Modelo nº 387 INCM.

Legalizar os livros obrigatórios junto da Repartição de Finanças (Livro de Inventário e Balanços, Diário, Razão, Copiador, e, ainda, quando necessários, Livro de Actas e Livro de Registo de Acções)

Requisitos da Firma ou Denominação Social

O Decreto-Lei nº 129/98 de 13 de Maio estabelece os princípios gerais e as regras especiais que regem a admissibilidade legal de firmas e denominações.

Princípios:

Princípio da verdade, os respectivos elementos constitutivos devem ser verdadeiros e não induzir em erro sobre a identificação, natureza ou actividade do seu titular e mesmo quando constituídos por designações de fantasia, siglas ou composições não podem sugerir actividade diferente da que constitui o objecto social.

Das firmas e denominações não podem fazer parte expressões que:

* Possam induzir em erro quanto à caracterização jurídica da pessoa colectiva;
* Sugiram de forma enganadora uma capacidade técnica, financeira ou âmbito de actuação manifestamente desproporcionados relativamente aos meios disponíveis ou que correspondam a qualidades ou excelências em detrimento de outrem;
* Sejam proibidas por lei ou ofensivas da moral ou dos bons costumes;
* Sejam incompatíveis com o respeito pela liberdade de opção política, religiosa ou ideológica;
* Desrespeitem ou se apropriem ilegitimamente de símbolos nacionais, personalidades, épocas ou instituições cujo nome ou significado seja de salvaguardar por razões históricas, patrióticas, científicas, institucionais, culturais ou atendíveis.

Princípio da novidade, as firmas e designações devem ser distintas e não susceptíveis de confusão ou erro com as registadas ou licenciadas no mesmo âmbito de exclusividade, tendo em conta o tipo de pessoa, o seu domicílio ou sede, a afinidade ou proximidade das suas actividades e o âmbito territorial destas.

No caso de firmas ou denominações registadas no estrangeiro, a respectiva admissibilidade está sujeita à prova desse registo e à não susceptibilidade de confusão com as já registadas em Portugal.

Regras Especiais:

Empresário em Nome Individual
Deve adoptar uma só firma, composta pelo seu nome, completo ou abreviado, conforme seja necessário para identificação da pessoa;
Pode aditar alcunha ou expressão alusiva à actividade exercida;
Pode aditar a indicação "Sucessor de" ou "Herdeiro de" e a firma do estabelecimento que tenha adquirido.
O nome não pode ser antecedido de quaisquer expressões ou siglas, salvo as correspondentes a títulos académicos, profissionais ou nobiliárquicos a que tenha direito.

Estabelecimento Individual de Responsabilidade Limitada - E.I.R.L.
É composta pelo nome do seu titular, acrescido ou não do objecto do comércio nele exercido, e pelo aditamento "Estabelecimento Individual de Responsabilidade Limitada" ou "E.I.R.L.";
O nome do titular pode ser abreviado e não pode ser antecedido de quaisquer expressões ou siglas, salvo as correspondentes a títulos académicos, profissionais ou nobiliárquicos a que tenha direito.

Sociedade em Nome Colectivo - (Artigo 177º do Cód. Soc. Com.)
Quando não individualizares todos os sócios, deves conter pelo menos, o nome ou firma de um deles, com o aditamento abreviado ou por extenso, "e Companhia" ou qualquer outro que indique a existência de outros Sócios;
Se alguém que não for sócio da sociedade incluir o seu nome ou firma social, ficará sujeito à responsabilidade imposta aos sócios.

Sociedade por Quotas - Lda. (Artigo 10º e 200º do Cód. Soc. Com.)
Deve ser formada, com ou sem sigla:
ou por uma denominação particular que dê a conhecer tanto quanto possível o objecto da sociedade;
ou pela reunião de ambos esses elementos.
Em qualquer caso concluirá pela palavra "Limitada" ou pela abreviatura "L.da".

Sociedade Unipessoal por Quotas - Lda. (Artigo 10º e 270ºB do Cód. Soc. Com.)
Deve ser formada, com ou sem sigla:
Pelo nome ou firma de todos, alguns ou algum dos sócios;
ou por uma denominação particular que dê a conhecer tanto quanto possível o objecto da sociedade;
ou pela reunião de ambos esses elementos.
Em qualquer caso concluirá pela expressão "sociedade unipessoal", ou pela palavra "unipessoal", antes da palavra "Limitada" ou da abreviatura "L.da".

Sociedade Anónima - S.A. (Artigo 10º e 275º do Cód. Soc. Com.)
Será formada, com ou sem sigla:
Pelo nome ou firma de um ou alguns dos sócios;
ou por uma denominação particular que dê a conhecer tanto quanto possível o objecto da sociedade;
ou pela reunião de ambos esses elementos.
Em qualquer caso concluirá pela expressão "sociedade anónima", ou pela abreviatura "S.A.".

Cooperativa - Coop. (Artigo 14º Cód.Cooperativo)
Denominação adoptada deve ser sempre seguida das expressões "cooperativa", "união de cooperativas", "federação de cooperativas" e ainda de "responsabilidade limitada" ou de "responsabilidade ilimitada", ou das respectivas abreviaturas, conforme os casos.

A composição das firmas deve obedecer a determinados princípios:

Regras especiais relativas aos vários tipos de sociedade

Encargos com a Constituição de uma Sociedade
(De acordo com a Portaria nº 996/98 de 25 de Novembro do Ministério da Justiça)

Algumas das actividades que necessitam de licenciamento:

CAE 6021 e CAE 60230 - Transporte Rodoviário de Passageiros .
CAE 45 - Construção Civil e Obras Públicas.
CAE 45330 - Instalação de Redes e Montagem de Aparelhos de Gás.
CAE 60220 - Transportes Públicos de Aluguer em Veículos Automóveis Ligeiros de Passageiros (Transportes em TÁXI)
CAE 60240 - Transporte Rodoviário de Mercadorias.
CAE 63300 - Agências de Viagens e de Turismo.
CAE 70310 - Mediação Imobiliária
CAE 71100 - Indústria de Aluguer de Veículos Automóveis.
CAE 74500 - Empresas de Trabalho Temporário.
CAE 74600 - Segurança Privada.
CAE 80101 - Jardins de Infância.
CAE 80421 - Escolas de Formação Profissional.
CAE 80410 - Escolas de Condução.
CAE 85143 - Actividades de Enfermagem.
CAE 55301 a 55406- Estabelecimentos de Restauração e Bebidas .
CAE 85200 - Clínicas Veterinárias.
CAE 85321 - Creches.
CAE 85323 - Centros de Dia.
CAE 8532 - Serviços de Apoio Domiciliário.
CAE 85321 - Centros de Actividades de Tempos Livres.
CAE 85311/2/3 - Lares para Crianças / Deficientes / Idosos.
CAE 92610 - Gestão de Instalações Desportivas.

Nota: Para a elaboração destas sínteses informativas foram seleccionados os aspectos considerados mais relevantes, não sendo dispensável a consulta da legislação e das entidades em causa.

Fonte: Universia
sexta-feira, maio 12, 2006

8 passos para um Melhor Ambiente

Nos dias que correm, garantir a qualidade ambiental é uma prioridade para qualquer empresa preocupada com a saúde e qualidade de vida dos seus trabalhadores. Pelo menos em teoria, qualquer empresa está consciente de que o bem estar dos seus colaboradores é o primeiro passo para potenciar a sua produtividade e levar a empresa a conseguir melhores resultados.
Para que passe da intenção à acção, revelamos simples tácticas para tornar mais aprazíveis os espaços de trabalho.

1. Tolerância zero ao tabaco. Mais do que perseguir os fumadores, aposte na implementação de espaços específicos para fumadores e na separação e vedação das áreas de fumo. A aposta deverá ser em politicas eficazes mas que não deixem de salvaguardar os direitos e interesses de todos os envolvidos.

2. Elementos naturais. Plantas espalhadas pelo escritório trazem uma energia reforçada ao ambiente de trabalho. Algumas empresas vão mais longe apostando, por exemplo, na introdução de pequenos aquários com peixes que, sem grande esforço, ajudam a tornar o ambiente mais agradável.

3. Cores vibrantes e materiais light. Evite as cores escuras nos móveis, paredes e objectos. Tons como o amarelo, o laranja e o verde lima são mais enérgicos e excelentes para espaços de grande actividade.

4. Espaços abertos. Acabe com espaços muito compartimentados ou áreas fechadas. Hoje em dia, a maior parte das empresas aposta nos open space, mais adequados à dinâmica das empresas, limitando as salas fechadas (muitas vezes com paredes em vidro, tipo aquário, para manter a fluidez entre espaços) para salas de reunião e gabinetes de administradores e directores.

5. Exercício físico. Um ginásio nas instalações da empresa pode não ser uma solução possível para todas as organizações. No entanto, existem a opções de acordos com ginásios locais que podem ficar em conta e estimular uma vida mais activa para os seus colaboradores.

6. Espaços de convívio. Alguns puffs , um sofá ou uma simples mesa com cadeiras estrategicamente colocados numa zona reservada do escritório, são bons estímulos a pausas de trabalho com intercâmbio e convívio entre colaboradores.

7. Qualidade do ar e iluminação. Bons sistemas de ventilação para melhorar a qualidade do ar devem ser uma prioridade, sobretudo em espaços de maior dimensão e com elevado número de funcionários. A iluminação é outro dos factores que não deve ser descurado.

8. Reciclagem. Papel, plásticos e outros materiais devem ser colocados em locais apropriados para reciclagem. As empresas são responsáveis por uma elevada parte de produção de lixo e é importante apostar na responsabilização dentro dos locais de trabalho.

Fonte: SuperEmprego
sábado, maio 06, 2006

Como fazer um bom Currículo

O seu Currículo é um cartão de visita que pode fazer a diferença entre um convite para uma entrevista ou a cartinha a dizer que não foi seleccionado.
Portanto, está na hora de transformar o seu Curriculum Vitae numa arma eficaz:

O que deve ter em Conta?
Refira todas as informações que salientem as suas mais valias e aumentem as possibilidades de obter uma entrevista. Nunca se esqueça de moldar o seu CV ao emprego para o qual se candidata, falar estorias num currículo não vão ajudar em nada pelo contrário, não se esquece que de mais é de menos.
Tente por isso dizer apenas o essencial e fazer os possíveis para o seu CV não exceder duas folhas A4.
Deve dividir o seu CV em secções claras (por ex. dados pessoais, formação, experiência profissional, observações etc.) Coloque bastantes espaços em branco para o tornar mais legível, falaremos disto mais pormenorizadamente na parte da estrutura do CV.
Um CV cronológico fornece uma listagem da sua formação e experiência de acordo com uma sequência lógica no tempo. Um CV funcional junta qualidades e características por área relevante. Nunca mentir no seu CV porque mais tarde ou mais cedo arrisca-se a ser apanhado e isso vai-lhe trazer consequências nefastas!
Use verbos dinâmicos e activos como organizar, presidir, ensinar, etc.


Estrutura do Currículo

Dados Pessoais
Deverá incluir no CV os seus dados pessoais:
Nome
Morada
Telefone
Data de Nascimento
Nacionalidade
Estado civil

Se lhe pedirem uma fotografia convém escolher uma que seja sóbria. Se não lha pedirem, não a envie.

Formação
O diploma mais alto é o mais importante (deve indicar a instituição e a data de conclusão do curso).
Pode eventualmente fazer referência ao seu percurso no ensino secundário, embora não seja muito relevante. Cursos adicionais são mencionados na medida em que dizem respeito ao posto para o qual se candidata.

Conhecimentos de línguas
Indique quais são as línguas que domina e em que medida.
Exemplo: inglês: bons conhecimentos, tanto falado como escrito.

Experiência
Indique a sua função, em que empresas trabalhou, quando e durante quanto tempo.
Faça uma breve descrição das tarefas que desempenhou porque estas podem variar de empresa para empresa. Se ainda não tiver experiência profissional, pode recorrer a um trabalho de férias relevante, a um trabalho temporário ou a um estágio. É importante demonstrar o que aprendeu com essas experiências.

Outras actividades
Aqui pode mencionar os seus passatempos e conhecimentos (por ex. informática) que podem ser úteis no seu novo emprego. Mencione também o seu envolvimento em actividades académicas e associativas.
quinta-feira, abril 27, 2006

Centros de Emprego Nacionais

É muito simples encontrar o centro de emprego mais próximo da sua residência, para isso bastará dirigir-se à página de centros de emprego do Instituto do Emprego e Formação Profissional.
Nessa página encontrará todos os centros de emprego nacionais, divididos pelas Delegações Regionais do Norte, do Centro, de Lisboa e Vale do Tejo, do Alentejo e do Algarve.
Bastará escolher a sua delegação regional e a seguir escolher no mapa o centro de emprego mais próximo!

Aceda agora à página de Centros de emprego do Instituto do Emprego e Formação Profisssional
segunda-feira, abril 24, 2006

Emprego

Bem-vindo ao blog do emprego de Portugal! Este blog será excelente para quem procura emprego, ou o primeiro emprego, pois aqui encontrará todas as informações acerca de agências de emprego, anúncios de emprego, ofertas de emprego, centros de emprego e muito mais!
Daremos também algumas dicas de como fazer, um bom curriculo, uma boa carta de apresentação, como se comportar numa entrevista, entre outras coisas fique atento.


Emprego

  Alcance lugares de topo
  Empregos
  Anuncio PT Emprego - Oportunidade
  Oportunidade de Emprego Optimus
  Acabei o curso e agora?
  E de repente... um novo emprego!
  Aprenda a conquistar os seus novos colegas de trab...
  A obsessão por um "emprego estável"
  Trabalhar no computador
  Empreendedores - Fases e formalidades para constit...
  Abril 2006
  Maio 2006
  Junho 2006
  Dezembro 2007
  Janeiro 2008
  Fevereiro 2008
  Maio 2008

Parceiros
Receitas Culinárias
Floribella
Emprego Online
Isaac Alfaiate
Mafalda Matos
Clube Morangos
Doce Fugitiva
Blog Bruno Nogueira
Letras de Musicas
Morangos Com Açúcar
Emprego
Telemóveis
Cursos On-line
MSN Grátis
José Mourinho
Frases de Amor
Bebidas
Dietas Rápidas
EuroMilhoes
Zé Gomes

Troca de Links

Powered by Blogger

 

009 Extra 728x90
 

José Mourinho | Receitas Culinárias | MSN | EuroMilhoes | MSN Grátis | Frases De Amor | Bebidas | Dietas | Emprego
Telemóveis | Cursos On-line | Google | Letras de Musicas | Morangos Com Açúcar | Clube Morangos | Isaac Alfaiate
Mafalda Pinto | Bruno Nogueira | Doce Fugitiva | Floribella

EmpregoPortugal © 2006

<BODY><BODY>